Blog is a losing game.



Um pouco de politicagem em tempo de eleição.

Ontem assisti uma parte do debate entre os candidatos a prefeito do Rio na TV Bandeirantes. Um dos muitos assuntos debatidos por Fernando Gabeira e Eduardo Paes foi a construção da cidade da musica pelo governo César Maia. A obra sempre foi criticada por muitos, mas naquele momento me dei conta de que não sabia o que era, exatamente, a Cidade da Música.

Naturalmente fui ao meu amigo google e ele me deu a resposta. Nada melhor do que o próprio site da prefeitura para ter, em detalhes, o que está sendo construído naquele terreno imenso na Barra da Tijuca.  Confesso que fiquei desapontada.
O primeiro motivo do desapontamento é que o Rio de Janeiro vive um caos urbano nunca antes visto. Violência, saúde precária, transporte mal organizado… Poderia ficar horas aqui escrevendo sobre o que dá errado nessa cidade, mas vou parar por aqui. E diante de tantos problemas, se prioriza uma construção do zero, moderna e que não terá impacto na vida de quem realmente precisa de cultura, que é a classe mais pobre.
Porque não investir nos bairros, levando atividades culturais, como por exemplo ampliar o projeto das lonas, que são espaços importantes no subúrbio e não são aproveitadas como deveriam? Revitalizar espaços comuns, como praças, e outras áreas de lazer, que não recebem nenhuma manutenção da prefeitura depois que são construídas?  Garanto que custaria bem menos do que começar um empreendimento do zero.
O segundo ponto é que a Cidade da Música será destinada, basicamente, a espetáculos de ópera à nova sede da Orquestra Sinfônica Brasileira da Cidade do Rio de Janeiro.  Acho válida a iniciativa de popularizar o gênero, que é tão elitizado no país, mas uma obra que custou um dinheiro considerável dos cofres públicos podia ser mais polivalente, não acham?  Um espaço que proporcionasse grandes eventos, festivais, festivais, com espaço para exposições, teatros a preços populares, cursos e oficinas seria o ideal para o Rio, pois não temos nada desse porte aqui.
A localização é algo questionável também. Entendo que a Barra é um lugar em grande expansão, mas a questão do transporte precisa ser revista com urgência. Não importa o local que você vive, você vai levar MUITO tempo pra chegar na Barra, O bairro se transformou em um mundo a parte do Rio de Janeiro.
Enfim, acho que houve um erro de hierarquização de prioridades, algo que uma cidade tão importante como o Rio de Janeiro não pode se dar ao lixo de vivenciar.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: