Blog is a losing game.


Ato público pela obrigatoriedade do diploma de jornalista

Recebi por email de vários professores da faculdade, divulgando esse ato público para que a obrigatoriedade do diploma de jornalista seja mantida.

A manifestação vai acontecer amanhã, dia 31 de março, a partir do meio- dia na Cinelândia, aqui no Rio de Janeiro. No dia 1º de abril o STF vai julgar o recurso que bota em discussão sobre o diploma.


Porque ser contra ao Projeto Azeredo

projeto_leiazevedo

A polêmica sobre esse projeto de lei tem rolado durantes alguns meses.  A primeira coisa que fiz quando fiquei sabendo desse projeto de lei foi procurar o próprio  para ler e tentar entender o que ele quer dizer. Óbvio que eu fiquei sem entender um monte de coisa, mas o principal que cerca toda essa discussão é o carater generalista da coisa. 

O trecho mais polêmico é, sem sombra de dúvidas,  ” obter ou transferir dado ou informação disponível em rede de computadores, dispositivo de comunicação ou sistema informatizado, sem autorização ou em desconformidade à autorização, do legítimo titular, quando exigida”  A sentença enquadra várias atividades, que os tais “usuários normais”, termo usado pelo próprio Senador, mais utilizam na web hoje. Qualquer coisa hoje em dia está em rede, e qualquer informação que voce pegue pra si vira crime? No mundo em a particpação e a colaboração se proliferam na velocidade da luz?

A nossa função aqui é evoluir, aprender com erros,  melhorar tanto o que não presta quanto o que funciona também. Se tudo na internet puder virar um crime aos olhos da justiça, o mais democrático meio de comunicação e com maior maior potencial de crescimento e popularização do nosso tempo vai ser deteriorar. Se seu cachorro está com pulga, você, ao invés de exterminar a pulga, mata o seu cachorro?  

 Vai rolar inclusive um protesto pela liberdade na Internet no estilo flash mob hoje, às 18h, no Rio e em São Paulo: Se tiver afim, aí vão os endereços:

Em São Paulo: na Avenida Paulista, canteiro central, altura do número 900 (em frente ao Objetivo).

No Rio de Janeiro: na Cinelândia, em frente à Câmara Municipal.

Não podia faltar uma petição também. Clica aqui e se junte aos mais de 120 mil usuários que já se manifestaram.