Blog is a losing game.


Julian Plenti, grátis

Já está disponível pra download o primeiro single do Julian Plenti. Não sabe quem é?

julian_plenti_

Parece familiar né? Pois é. Paul Banks, vocalista do Interpol, está usando esse pseudônimo para lançar seu disco solo, que vai se chamar Julian Plenti Is… Skyscraper.

É possível fazer o download no Site da Matador Records, ou no site oficial dele.

A voz dele tá um pouquinho diferente do que a gente ouve no Interpol, mas a faixa é bem boa. Espero que o álbum tabmém seja.

Anúncios

Música grátis na rede

É bem dificil achar músicas disponíveis legalmente pra download gratuito na rede, mas às vezes isso acontece!

Dois exemplos bem atuais: O Coldplay vai disponibilizar em seu site um album ao vivo, batizado de LeftRightLeftRightLeft, a partir da próxima sexta feira. Quem for a algum dos shows pelos Estados Unidos na turnê atual, vai ganhar uma cópia física do disco.

Tracklist:

1. Glass of Water
2. 42
3. Clocks
4. Strawberry Swing
5. The Hardest Part/Postcards From Far Away
6. Viva La Vida
7. Death Will Never Conquer
8. Fix You
9. Death And All His Friends

Capa do álbum:

art_leftrightleftrightleft

Por terras brasileiras, é possível baixar o novo disco do Móveis Coloniais de Acaju. O álbum ” C_ompl_te” está disponível no site da Trama Virtual desde a semana passada.


Metallica fazendo download

Do Globo On Line:

Baterista do Metallica admite que baixou o próprio disco ilegalmente

RIO – O baterista do Metallica, Lars Ulrich, que liderou o processo da banda contra o programa de compartilhamento de arquivos Napster no ano 2000, admitiu que baixou ilegalmente na internet o disco mais recente do grupo, “Death Magnetic”.

Ulrich disse ao canal de TV VH1 que fez o download ilegal do álbum poucos dias depois que ele vazou na internet, em setembro do ano passado. O baterista não revelou que serviço de compartilhamento teria utilizado.

– Sentei lá eu mesmo e baixei “Death Magnetic” na internet só para testar. Então eu disse “Uau, é assim que funciona”. Eu achei que se alguém tinha o direito de baixar “Death Magnetic” de graça esse alguém era eu. Eu pensei: “Eu tenho que testar isso”. Então, 30 minutos depois eu tinha “Death Magnetic” no meu computador. Foi meio bizarro – explicou.

Tá aí uma notícia que eu não esperava ver. Deflagraram uma briga com os próprios fãs e agora estão testando os mecanismos que muitos de nós usam para ter acesso às bandas que a gente gosta. Inusitado, para dizer o mínimo.


Legendas: Certo ou errado?

O site legendas.tv um dos maiores produtores de legendas em português pra filmes e seriados teve seu site fechado pela Associação Anti-Pirataria Cinema e Música (APCM).  Depois de muita discussão sobre pirataria e downloads ilegais, o site já voltou ao ar.

O site inSUBs, que também ficou inacessível , criou uma campanha ‘queremos cultura!Quem usa legenda também consome”. A iniciativa é para provar que as pessoas que consomem legendas também adquirem seus filmes e séries preferidos em DVD, o que, logicamente, dá lucro aos grandes estúdios. Quem tiver DVDs em casa, é só mandar uma foto da sua coleção de disquinhos para contato@insubs.com . O Flickr do InSUBs já conta com 324 fotos.

Logo da Campanha do InSUBs

Esse tipo de coisa vai ser um debate que vai durar muito tempo se tratarem o usuário como criminoso.A legislação brasileira ficou parada no tempo e considera ilegal qualquer reprodução não-autorizada por quem detém sua propriedade. Então, quem baixa um filme ou um episódio de uma série que gosta e assiste no conforto da sua casa deve ser considerado criminoso por não ver esse conteúdo na TV ou nos cinemas?

Eu acho que não. A internet só ajuda na disseminação de conteúdo, sem que as pessoas dependam da boa vontade dos grandes cinemas e dos canais de TV para ver o que querem. Tudo está ali, a um clique. Os que devem ser punidos são aqueles que usam desse recurso para ganhar dinheiro,  vendendo CDs e DVDs “”queimados” em casa. Essa, ao meu ver, é a verdadeira pirataria.

Esse mesmo pensamento também se aplica ao download de MP3. Hoje a possibilidade de se conhecer música é infinita, sem a dependência de ouvir as rádios para saber o que está acontecendo no cenário musical. O maior jabá da música hoje é o talento, a competência e a capacidade de administrar uma carreira de sucesso.  E quem gosta realmente de música vai continuar comprando cd, as rádios vão continuar a existir, e o jabá vai continuar a rolar solto. Mas foi aberto um leque de possibilidades para quem quer agregar e conhecer cada vez mais.